Resenha: A última carta de amor

Oi gente!

Hoje vim falar de um livro, que eu comprei pela capa! hahaha

IMG_20150410_191833

Na verdade eu li Como eu era antes de você, da Jojo Moyes, e eu amei o livro! Amei demais, adorei a escrita da autora e tudo, tem resenha dele aqui no blog. Então senti vontade de ler todos os livros da autora.

Foi ai que pesquisando eu descobri A última carta de amor, e eu achei a capa tão linda! E depois lendo, vi que no interior tinha o detalhe do laço, achei muito lindo! Então eu, finalmente, consegui ler essa semana e vim aqui contar um pouquinho pra vocês.

20150416_232514

O livro conta, de certa forma, as histórias muito diferentes, de mulheres diferentes em tempos diferentes.

Começa falando da Ellie, uma jornalista, que tem um caso com John, que é casado. Ela sente a vida dela em stand by, esperando por uma relação que ela sabe que não leva a nada. Enquanto isso, o trabalho dela declina, pois ela fico tortorando a si mesma, tentando entender as entrelinhas do John – que na verdade não querem dizer nada – (mulheres…). Então ela encontra uma carta de B para J.

Então somos transportados para a história de Jenny. Uma linda e cobiçada mulher dos anos 60, casada com um empresário muito bem sucedido, que sofre um acidente e perde a memória.

Uma pequena crítica ao livro aqui: eu demorei para entender o lapso temporal da história da Jenny, o que tinha acontecido antes ou depois do acidente, ficou confuso, para mim pelo menos.

Continuando…Jenny perde a memória até que encontra uma carta de B, e descobre que tinha um amante, do qual ela não de lembra.

Conta-se toda uma história, inclusive da J e do B, mas eu não vou contar para vocês para não estragar o livro. O que posso contar? As cartas são lindas! Eu adoraria receber cartas de amor tão profundas (#ficadica). Um romance típico dos anos 60.

Então após entendermos a história da Jenny, voltamos para a Ellie, cada vez mais enrolada. Essas duas mulheres se conhecem, e ajudam uma a outra a resolverem seus enlaces amorosos.

Eu gostei do livro. Um romance bem fofo, com pitadas de humor inteligente, falando de duas mulheres inteligente, mas eu esperava mais do livro. É um estilo bem diferente de Como eu era antes de você, que foi um livro que me marcou muito. A última carta de amor foi mais clichê, não me arrebatou da mesma forma.

20150415_000018

Mas, Jojo Moyes é ótima e eu recomendo a leitura do livro!

Vamos a uns trechinhos?

“Tenho medo do que sinto por você. Tenho medo de amar tanto alguém.”

“E, se sentir que foi a decisão acertada, saiba ao menos isso: em algum lugar deste mundo há um homem que a ama, que entende o quão preciosa e inteligente e boa você é. Um homem que sempre a amou e que, por mais que tente evitar, desconfia que sempre a amará.”

“Mas que de repente me dei conta, no meio daquela pequena cena de loucura, que tem alguém que nos entenda, que nos desejem que nos veja como uma versão melhorada de nós mesmos é o presente mais incrível. Mesmo que não estejamos juntos, saber que, para você, sou esse homem, é uma fonte de vida para mim.”

“-Eu não tive a intenção de me apaixonar. […] Não tive mesmo.

– Besteira. Você faz uma escolha. Todo mundo faz uma escolha.

[…]

– Mas você não é uma vítima das circunstâncias. ”

“Os jovens não tem o monopólio dos corações partidos. Aprendi uma coisa há muito tempo: o se é um jogo muito perigoso mesmo.”

Boas leituras!